Introdução

A educação a distância é uma modalidade que exige uma nova postura – pró-ativa, disponível e disciplinada - em relação à aprendizagem. Para assimilar uma nova atitude, precisamos primeiro entender o sentido de nossas ações.

É sempre assim quando desejamos nos comportar de forma diferente no nosso dia a dia. Quando decidimos começar a acordar cedo, passar a ser pontual, estudar com frequência e em horários definidos, por exemplo, precisamos de esforço e determinação até que esses comportamentos se tornem naturais e se transformem em hábitos.

Esse material vai ajudá-lo a compreender por que é necessário adquirir novos hábitos para aproveitar com intensidade a sua formação a distância.

Leia, releia, pergunte, troque ideias. Você vai ver como tudo que será proposto aqui faz sentido. Para ouvir um breve podcast, clique no player abaixo.



Dando sentido

O sentido da flexibilidade

A procura por cursos a distância no Brasil é cada vez maior. Um dos motivos para esse crescimento é a flexibilidade da metodologia, que permite ao próprio aluno organizar o seu plano de estudos.

Diferente do ensino presencial, no qual estudantes e professores se encontram frequentemente em local e horário determinados, na EAD, as aulas, os materiais didáticos – textos e conteúdos audiovisuais – e as tarefas ficam disponíveis para o aluno acessar quando e onde julgar mais adequado.

Esse é o sentido da flexibilidade.
Quando e onde estudar?

Estudar em casa ou no trabalho, aproveitando os horários livres, por exemplo, facilita o acesso ao conhecimento para quem está distante ou não tem condições de frequentar diariamente uma universidade.

É possível acessar os materiais didáticos em qualquer lugar com conexão à internet por meio de dispositivos móveis - tablets, smartphones – de acordo com a organização definida pelo próprio aluno.

O sentido da interatividade

Estudar a distância pode fazer com que o aluno se sinta isolado?

Não. Além do contato frequente entre aluno e professor, uma intensa interatividade é estabelecida a partir dos materiais de estudo e do ambiente virtual, afastando qualquer sensação de isolamento.

Se você já participou de alguma rede social, comunidade virtual, site de relacionamento, ou usa algum serviço de mensagens online sabe que é possível conversar, trocar ideias e até começar uma amizade com as pessoas sem estar no mesmo lugar que elas.

Na educação a distância acontece a mesma coisa. Usando recursos semelhantes, é possível estudar e aprender sem estar presente em uma sala de aula. Na verdade, a aprendizagem se torna muito mais dinâmica e colaborativa quando o aluno participa intensamente de uma turma virtual, trocando ideias, compartilhando dúvidas e superando cooperativamente as dificuldades que podem surgir em qualquer curso.

Esse é o sentido da interatividade.

O sentido do planejamento

O planejamento é um recurso fundamental para garantir o êxito das ações em qualquer área em que atuamos. Estudar, presencialmente ou a distância, exige organização.

Para tirar proveito da flexibilidade e da interatividade que um programa a distância oferece, é preciso definir muito bem o tempo dedicado ao estudo e à realização das tarefas, mantendo em dia a comunicação com o mediador e com os colegas de turma.

Somente assim, definindo o quê e quando realizar, será possível usufruir os inúmeros benefícios que a EAD oferece.

Esse é o sentido do planejamento.
Dicas para planejar seu percurso

Aqui estão algumas orientações para você aproveitar ao máximo o seu curso:

  • Estabeleça um plano de estudo diário, reservando um tempo mínimo para as leituras e as tarefas, de acordo com seu ritmo e disponibilidade;
  • Determine prazos para os seus objetivos;
  • Procure um bom local para se concentrar sem distrações;
  • Leia as instruções com muita atenção, elas serão sua bússola durante as atividades;
  • Realize todas as tarefas, obedecendo sempre os prazos especificados;
  • Participe de todas as atividades propostas;
  • Esclareça suas dúvidas antes de seguir em frente;
  • Use dicionários;
  • Pesquise continuamente em livros, revistas, artigos, internet, mantendo uma visão atualizada sobre o conteúdo que está estudando. Isso enriquecerá seu processo de aprendizagem.


Os itens acima são desejáveis em qualquer curso, mas são essenciais na educação a distância.

Algumas perguntas

1. Sabia que há diferentes tipos de cursos a distância?

Alguns, inclusive, oferecem momentos presenciais para promover interação entre os alunos ou avaliações de aprendizagem.

Leia mais

Os cursos totalmente a distância podem contar ou não com a mediação de um tutor.

SEM MEDIAÇÃO

  • Quando não há mediação (tutoria), o conteúdo fica disponível no ambiente virtual com atividades definidas para cada etapa. Esse tipo de curso propõe pouca interação entre os alunos. A relação se dá apenas através dos recursos interativos do ambiente.

COM MEDIAÇÃO

  • Nos cursos com mediação (tutoria), a interação entre os alunos é intensificada pelas inúmeras ferramentas disponíveis nos ambientes virtuais de aprendizagem, como fórum, blogs, wikis, listas de discussão, chat e quiz. Os estudantes podem recorrer ao mediador para esclarecer dúvidas e todos se ajudam mutuamente construindo um espaço colaborativo.
2. Em que consiste o material de estudos na EAD?

Na EAD, professor e alunos não costumam se encontrar como nas aulas presenciais. Então, como o conhecimento chega aos estudantes?

Leia mais

Na educação a distância, o material de estudos é o conjunto de informações, conceitos, exemplos, atividades e orientações transmitido por meio de diferentes mídias: texto, imagem, som, internet. O mediador pedagógico ajuda os alunos a utilizar os recursos e a compreender o conteúdo.

Para cada curso há uma combinação de mídias, adequada aos objetivos de estudos e às especificidades dos temas.

É importante ressaltar que a simples inserção de tecnologia não garante a qualidade do curso presencial ou a distância.

3. O que é um mediador pedagógico?

O mediador pedagógico ou tutor, como é chamado em alguns cursos, é alguém que dá apoio aos alunos na realização das atividades, na organização dos estudos e na explicação do conteúdo. É uma figura muito importante no processo de aprendizagem a distância.

Leia mais

O papel do mediador é fundamental, já que o seu sucesso está na relação aluno, material didático e professor, onde o mediador é o principal responsável pela interação entre as três pontas desse tripé. Deve-se lembrar que o mediador não é apenas um orientador ou aquele a quem o aluno recorre no caso de dúvidas, é também aquele que estimula a aprendizagem e garante o fluxo comunicacional entre os participantes.

A comunicação com seus alunos, assim como a eficiência de suas orientações, pode resolver problemas como a falta de atenção ou de motivação, que podem ocorrer durante o processo. Cabe ao mediador, ainda, orientar, dirigir e supervisionar o processo de construção do conhecimento dos alunos. Esse tipo de mediação pedagógica exige clareza e atenção no processo de comunicação.

4. O que é um ambiente virtual de aprendizagem (AVA)?

É o ambiente que armazena e disponibiliza os materiais de estudos nos cursos a distância com ou sem mediação.

Leia mais

O ambiente virtual de aprendizagem (AVA) pode ser considerado o espaço social da web em que professores e alunos interagem durante a realização de um curso. Pode ser comparado, no mundo virtual, a uma sala de aula presencial com acesso à biblioteca multimídia e a alguns serviços da secretaria da escola.

Embora quase sempre associado à formação a distância, o Ambiente Virtual de Aprendizagem vem sendo cada vez mais utilizado como apoio à educação presencial.

5. Como se estuda na EAD?

Na educação a distância, as leituras e a realização das atividades são fundamentais para a aprendizagem.

Leia mais

Os profissionais que atuam em EAD se preocupam em explicar com a máxima clareza e riqueza de exemplos os temas tratados.

Para conversar sobre determinado assunto é preciso conhecê-lo. Por isso, a leitura e as tarefas exigirão de você um tempo e um cuidado especial. Elas são o ponto de partida para a sua interação com mediadores e colegas de turma e para a construção do aprendizado.

6. Como as atividades são realizadas na EAD?

As ferramentas de comunicação e interação disponíveis em um curso podem ser usadas também como instrumentos para a realização de tarefas.

Leia mais

Algumas atividades se destacam:

  • Assistir a vídeos, ler textos e comentá-los em um fórum;
  • Participar de chats e formar um grupo virtual;
  • Publicar em um blog texto produzido individual ou coletivamente.


De modo geral, a palavra “tarefa” é usada para nomear atividades que podem ser corrigidas pelo ambiente virtual ou que devem ser enviadas a um professor ou mediador.

Nos cursos em que há mediação pedagógica, essas atividades representam também uma oportunidade de feedback do tutor em relação ao processo de aprendizado dos alunos. O feedback é feito através das mesmas ferramentas utilizadas para acesso ao conteúdo.

7. Como se trabalha em grupo na EAD?

Quem pensa que estudar a distância é uma tarefa solitária, provavelmente nunca participou de uma conversa em chat, um debate em fórum ou lista de discussão. Essas ferramentas podem colaborar imensamente para a formação de grupos virtuais de cooperação e aprendizagem.

Trabalhar em conjunto significa colaborar com uma ou mais pessoas para alcançar resultados superiores aos que seriam obtidos individualmente. Quando há cooperação, mudanças podem ser sugeridas e discutidas e o trabalho pode ser sempre aperfeiçoado.

Para a formação de grupos nos espaços de comunicação disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem, diálogo e apoio mútuo são fundamentais.

Sobre a CCEAD

A Coordenação Central de Educação a Distância - CCEAD - é o polo agregador dos trabalhos de Educação a Distância na PUC-Rio e atua com as seguintes categorias de curso: extensão, especialização, graduação, apoio ao presencial e cursos corporativos. Para conhecer melhor o trabalho da CCEAD, clique no vídeo abaixo.